segunda-feira, agosto 11, 2008

Gruta do Frade

Fantástica! Maravilhosa!.. não há palavras para descrever a Gruta do Frade, em Sesimbra. Este fim de semana fomos visitar a Gruta do Frade, que é seguramente a mais bela de Portugal e uma das melhores da Europa. O grupo era constituído por mim, o Ricardo Araújo e o pessoal do NECA, Núcleo de Espeleologia da Costa Azul: o Francisco Rasteiro, o Carzé, o Chico e a cadela Maggie.

Está tanto por compreender relativamente às estruturas e formações desta gruta que estamos a precisar de geólogos, sobretudo a estudarem mineralogia, que nos ajudem a explicar alguns dos fenómenos observados (os tipos de estalagites, as excêntricas, os "cotonetes", etc).

A postura do NECA em prol da preservação daquela gruta é absolutamente impecável. O acesso é muito restrito e a limpeza é crucial, por exemplo, todos nós tinhamos esponjas para ir limpando os pés para não sujar a calcite de gruta. As regras de etiqueta espeleológica são estritamente mantidas o que permite conservar aquela gruta.

Aqui vai uma pequena selecção fotográfica:

O acampamento à estrada da gruta.

A entrada da Gruta do Frade.

A "Torre de Pisa" e a chuva de estalagtites tubulares.

Um dos lagos.

Magnífico!

Sala das bolas.

Bandeiras

Os "cotonetes"

Mas como é que isto se forma???

O descobridor da Gruta do Frade e o principal animador do NECA, Francisco Rasteiro.

5 comentários:

Ralf disse...

Obrigado !
Nunca vi semelhante !
Ralf

Profundezas disse...

Só por mera curiosidade, nao percebi o papel da cadela no desenrolar da visita espeleologica...

Octavio Mateus disse...

A cadela Maggie ficou apenas na parte inicial da Gruta, isto é, na área de acampamento. Ela não vai para o interior da gruta por várias razões: segurança da cadela, segurança das formações da gruta (algumas são mesmo muito frágeis), para evitar que ela suje a gruta após passar por lama, e para evitar deixar pêlos na gruta.

Profundezas disse...

Interessante... tal como eu tinha pensado: ficou de guarda!

Joaquim Pedro disse...

Nunca tinha visto nada igual, e desconhecia totalmente, foi através da revista Sesimbra que tomei conhecimento e procurei na net.
Realmente Portugal é lindo, por fora e por dentro.
Joaquim Pedro